Celena - Blog
Blog

blog celena

Produtos e Projetos Eficientes em Iluminação

A sigla LED – Light Emitting Diode – traduzida literalmente significa Diodo que emite luz, e é dessa forma que as lâmpadas de LED funcionam. Esse tipo de iluminação pode ser útil tanto dentro de casas, como em projetos corporativos e e demais formas de iluminação pública. Embora já existam há algum tempo, nem todos sabem como utilizá-las ou então conhecem todas as suas vantagens. Confira a seguir tudo sobre lâmpadas LED e quais são suas indicações de uso em diferentes tipos de ambiente.

Vantagens da utilização das lâmpadas de LED

A principal vantagem desse tipo de lâmpada é que ela pode gerar uma economia entre 75% e 95% na conta de luz de qualquer casa, empresa e até mesmo aos órgãos públicos. Outra grande qualidade desse tipo de lâmpadas é o fato de que elas podem ser encontradas em diferentes tamanhos, ou seja, podem ser grandes ou então bem reduzidas, proporcionando assim, a iluminação desde ambientes grandes – como espaços públicos até ambientes pequenos, como o fundo de um armário, por exemplo. Além disso, por ter uma vida útil longa, podendo durar até 10 anos, dessa forma, pode-se afirmar que as lâmpadas LED são um investimento que se pagam em médio prazo.

Dúvidas mais comuns com relação às lâmpadas de LED

As dúvidas que mais acometem as pessoas e corporações na hora de adquirirem uma lâmpada com a tecnologia de LED são:

  • Como escolher as lâmpadas?
  • Quais modelos são mais adequados ao meu ambiente?
  • Quantas lâmpadas é preciso comprar?
  • Como calcular a capacidade de iluminação?

Confira o texto a seguir para que suas dúvidas em relação às lâmpadas de LED sejam totalmente sanadas.

Tensão ou voltagem

Com relação à tensão e voltagem existem basicamente quatro opções: a lâmpada de 12 volts, a lâmpada de 110 volts, a lâmpada de 220 volts e a lâmpada bivolt.

Para as novas instalações a melhor opção é utilizar a lâmpada bivolt, pois esse tipo de lâmpada funciona basicamente em todas as localidades do Brasil.

É possível ainda escolher a lâmpada de acordo com a rede elétrica de sua região. Para isso é necessário que a lâmpada tenha a mesma tensão da rede, ou seja, você deve observar se é 110 ou 220 volts.

É muito comum pessoas realizarem obras com gesso em sua casa e até mesmo nos projetos empresariais – as chamadas sancas, que geralmente possuem tensão de 12 volts. Nesse caso deve-se optar por utilizar as lâmpadas nesta mesma voltagem, mas é necessário cuidado, pois os transformadores de 12 volts nem sempre funcionam corretamente com lâmpadas de LED devido ao seu baixo consumo de energia, nesse caso pode haver necessidade de trocar o transformador.

Tipo de conector ou soquete

A maioria das luminárias e spots já possuem conectores instalados, dessa forma, recomenda-se que estes sejam adquiridos antes das lâmpadas. Para quem aluga ou compra uma casa, por exemplo, basta verificar os conectores já instalados. As principais opções de conectores são E27, MR 16 e GU 10. Veja cada um deles logo a seguir.

Tipo de conector ou soquete

Caso a dúvida ainda persista, basta seguir essas dicas: o soquete E27 é utilizado na maioria dos lustres, spots, plafons e pendentes e é idêntico ao utilizado por lâmpadas antigas e fluorescentes, já o soquete MR16 é utilizado em spots do tipo utilizado por lâmpadas dicroicas, enquanto que o soquete GU 10 é um excelente conector, mas é utilizado em lustres e luminárias mais modernas.

Cor e temperatura

A cor da luz não tem nada a ver com seu aquecimento, embora as cores sejam chamadas de quentes, frias e mornas. As lâmpadas que emitem luzes e cores amareladas são geralmente chamadas de quentes ou então mornas; já as luzes emitem um tom branco mais intenso, quase azulado são conhecidas como frias, enquanto que as luzes com coloração intermediárias são chamadas de neutras ou naturais.

A regra para escolher o tipo de lâmpadas LED e consequentemente a luz emitida por ela é simples. Para ambientes calmos e de descanso, como salas, quartos e corredores deve-se escolher as lâmpadas quentes; para ambientes onde haverá atividades cotidianas, como cozinhas, lavanderias e banheiros é recomendado que sejam utilizadas lâmpadas frias, enquanto em ambientes de trabalho como escritórios e até mesmo consultórios, deve-se utilizar as lâmpadas que emitem luzes neutras.

Capacidade luminosa ou potência

Ao utilizar as lâmpadas de LED é necessário que o ambiente fique suficientemente iluminado, caso você esteja substituindo as lâmpadas de sua casa, empresa, ou consultório, siga essas simples regras práticas para não sentir as diferenças de luminosidade:

1 Watt de LED equivale a 10 Watts de incandescente, 10 Watts halógena ou dicroica e 2,5 Watts de fluorescente.

Por exemplo: se você utilizava uma lâmpada dicroica de 50 Watts, é necessário utilizar uma lâmpada LED de apenas 5 Watts e assim sucessivamente.

É válido ressaltar que o cálculo apresentado utiliza a potência, pois se trata de uma informação mais simples de ser obtida. Contudo, a unidade de medida utilizada para medi luminosidade é chamada de lúmens, e além dessa unidade, um projeto luminotécnico pode envolver muitas outras variáveis.

É importante dizer que diferentes fabricantes de lâmpadas de LED apresentam diferentes índices de luminosidade para um mesmo consumo em Watts, essa afirmação pode ser comprovada de maneira prática através do uso de um luxímetro.

Modelos de lâmpadas e suas utilizações no ambiente

Os modelos mais comuns de lâmpadas de LED são: Spot tipo dicróica, PAR 20, PAR 30, Bulbo e fita de lâmpada. Confira tudo sobre cada uma delas:

Lâmpada LED Spot tipo dicróica

As lâmpadas de LED SPOT tipo dicróica têm sido muito utilizadas em sancas de gesso. Elas são pequenas e possuem boa capacidade de iluminação, são extremamente uteis para causar uma sensação de conforto e bem-estar ao ambiente onde foi instalada. Recomenda-se utilizar esse tipo de lâmpada em salas de estar, ou então em salas de espera em consultórios, clinicas e hospitais.

Lâmpada de LED PAR 20

As lâmpadas de LED PAR 20 são versáteis para diversos cenários de iluminação e possuem diferentes tonalidades de cores, as principais são quentes e frias. Elas são eficientes e duráveis e podem chegar até 25.000 horas de vida o que resultaria em aproximadamente 14 anos de uso sem a necessidade de troca. Pode produzir até 5000 lumens de intensidade com um consumo de apenas 7W. Seu uso é indicado para ambientes relaxantes, como consultórios de acupuntura, casas de massagem ou então sobre cubas de banheiro e até mesmo banheiras de hidromassagem.

Lâmpada de LED PAR 30

As lâmpadas de LED PAR 30 são muito parecidas com as citadas anteriormente, as PAR 20. A diferença básica entre elas está no diâmetro de cada uma, enquanto as lâmpadas PAR 20 possuem 65 mm de diâmetro, as PAR possuem 95 mm.

Suas tonalidades, construções e capacidades de geração de lumens basicamente são as mesmas, sua aplicação é a mesma que suas irmãs menores (PAR 20), ou seja, muito utilizadas em casas de massagem, consultórios e banheiros, porém, as lâmpadas de LED PAR 30 fornecem mais luminosidade, deixando o ambiente mais claro, e acessível.

Lâmpada de LED tipo Bulbo

As lâmpadas de Led do tipo Bulbo estão na moda e são umas das mais utilizadas por quem está trocando as tecnologias mais antigas pelo LED. Elas são um verdadeiro contraponto no quesito eficiência. Uma lâmpada LED do tipo bulbo de 10W produz basicamente a mesma intensidade de luz do que uma lâmpada incandescente de 100W, ou seja, é muita eficiência e pouco gasto.

Outra vantagem das lâmpadas do tipo Bulbo é que elas podem ser encontradas nas temperaturas de cor branca fria, esse tipo de lâmpada ainda tem sido muito utilizado por brasileiros pelo simples fato de conter o soquete E27, o mesmo utilizado por lâmpadas incandescentes e fluorescentes, ou seja, não é necessário realizar nenhuma adaptação na rede da casa, apenas substituir uma lâmpada por outra.

A aplicação da lâmpada do tipo Bulbo é recomenda para basicamente todos os ambientes, da casa, como quartos, corredores, salas, banheiro, cozinha, portões e até mesmo lavanderia.

Fitas de lâmpadas LED

Esse tipo de artefato consiste em uma fita composta por diversas pequenas lâmpadas dispostas em uma fita. São muito utilizadas para dar acabamento às cansas de gesso. Elas propiciam ar agradável e tranquilo ao ambiente e geralmente são utilizadas em comércios e residências. Nos ambientes comerciais, a fita de lâmpadas LED é muito utilizada em salas de espera, já em ambientes residenciais, as fitas podem ser utilizadas na sala de estar, sala de TV e até mesmo no banheiro, como forma de proporcionar um ambiente propicio ao relaxamento e tranquilidade.

Lâmpadas de LED para iluminação pública

Para iluminar espaços públicos, existem as luminárias EXTREME LED, que foram desenvolvidas para substituir produtos com tecnologias ultrapassadas, como as lâmpadas de vapor em descarga. As luminárias EXTREME LED são compostas de luzes de LED e contam com diferentes formatos para serem utilizadas em rua, avenidas, ciclovias, parques, condomínios e estacionamentos, por exemplo. Esse tipo de iluminação não emite qualquer tipo de raio UV ou IV, não distorcem as cores dos objetos, geram pouco calor, além de serem econômicas e sustentáveis.

Novidades no mercado das lâmpadas de LED

Duas novidades estão chegando ao mercado das lâmpadas de LED, são elas: a lâmpada de LED com filamentos e as lâmpadas de LED que podem ser controladas por smartphones.

As lâmpadas de LED com filamentos trazem um ar retrô a quem as utiliza, são indicadas para decorar ambientes comerciais, como restaurantes, bares e pubs como também podem ser utilizadas em ambientes residências, para dar charme ao cantinho da leitura, por exemplo. Seu grande trunfo é possuir soquete E27, podendo assim, ser utilizada na maioria das casas e também em abajures.

Já as lâmpadas controladas por smartphone podem ser consideradas um verdadeiro sinônimo de versatilidade e diversão.  A grande novidade no mercado são as lâmpadas multicoloridas – RGB, que permitem escolher a cor e também o controle de intensidade a ser emitida. Todas as suas funções são operadas através de smartphone, é possível acende-las e apaga-las em conjunto, proporcionando assim praticidade e diversão para quem as utiliza. Se você está com pressa, não é necessário fazer uso do interruptor, basta apenas passar o dedo pelo seu smartphone ou tablete e como num passe de mágica, elas serão apagadas. O único problema desse tipo de lâmpada, é que por enquanto, somente smartphones e tablets com sistema IOS, ou seja, fabricados pela Apple tem o poder de controlá-las.

Lâmpadas de LED são o presente e o futuro

As lâmpadas de LED realmente chegaram para ficar, dificilmente serão aposentadas e provavelmente serão melhoradas. Seus benefícios vão desde economia, durabilidade, aquecimento, praticidade até sustentabilidade. Muitas cidades já utilizam as lâmpadas LED para iluminar áreas públicas, o mesmo vem sendo feito por empresas, é apenas questão de tempo para que essas lâmpadas invadam as casas dos milhões de brasileiros.

Não se esqueça: antes de adquirir qualquer tipo de lâmpada LED consulte sua rede de energia, o spot, lustre ou luminária que receberá a lâmpada a ser instalada, dessa forma, erros serão evitados. Está esperando o que? Não fique de fora da revolução da iluminação, instale lâmpadas LED e colha todos os seus benefícios, o grande favorecido após essa escolha será você mesmo.

Compartilhe

Compartilhe nas mídias sociais!